01/04/2014

[TEXTO] #NÃO SEI O QUE PENSAR...


           A cada dia penso na vida que tenho, nos amigos que tive e que tenho. Nas boas lembranças de alguns momentos felizes do passado, quando eu realmente sentia que era feliz.

Do nada um vazio assola minha mente e alma, eu sinto que nada faz sentido, que minha vida é simples e que não vai fazer nenhuma diferença significativa neste mundo, como se eu só existisse por existir, sem mais nada a considerar.


Talvez meus medos se façam presentes nesta vida humilde que levo, as minhas ambições as vezes parecem tão pequenas e sem nexo. Minhas escolhas fizeram de mim que sou hoje, não posso voltar no tempo e reviver aquele instante em que eu senti uma felicidade indescritível, um amor genuíno, uma vida altamente motivada pela felicidade.


Mas eu não sei o que pensar... Quando vejo o mundo em vivo, sinto vontade de fugir para um lugar desconhecido, inabitado por tipos de pessoas frívolas e vazias que eu já conheço. Será que eu dizendo bobagens alheias que habitaram meus pensamentos?

Sei que a vida me marcou de uma maneira que eu nunca vou poder explicar, a razão já não faz mais parte de mim, meu corpo reage de uma forma e minha mente consente.


Meu coração pulsa descompassado, fazendo minha mente se perguntar o porquê desses sentimentos que surgiram repentinamente no meu frágil e inabalável peito, que agora arfa só de lembrar de uma voz, uma voz ritmada e sem compromisso.



Desde que escutei essa voz cantando eu me senti fora do mundo, queria respirar novos ares, viver novas experiências, descobrir novos caminhos, então porque não consigo? Por que não consigo me livrar das lamentações e seguir em frente?


            A cada dia eu morro e morro só, ninguém me acompanha nessa odisseia que é a vida, mas um futuro próximo está no meu destino eu sinto isso na minha pele e no meu coração, será que estarei preparada para largar tudo e viver minha tão desejada e esperada aventura pela vida... 

           Sim eu sei que posso, e nada vai me impedir de cruzar as barreiras e limitações que eu mesma me impus, eu era a minha principal repressora, agora já não sou mais. Digo a mim mesma que sou forte e que consigo, de inicio eu não acreditava, mas agora meu coração e meu corpo já se adaptaram a minha recente mudança e sentem tão felizes quanto eu.                                         
By Letícia RFgs
©
.
.
imagem-logo