14/05/2014

[RESENHA] #AS FLORES DO RUANDA

   



Lido em: Maio de 2014
Título: As flores do Ruanda
Autor (a): Adelson Correia da Costa
Editora: Livro pronto
Gênero: Ficção brasileira
Ano: 2011
Páginas: 427
Avaliação: ★★★★★

Sinopse: De 06 de abril a 10 de julho de 1994 ocorreu em um pequeno país centro-africano chamado Ruanda uma matança indiscriminada de milhares de indivíduos da etnia tutsi perpetrada pelos hutus com os quais convivem. As Flores do Ruanda é um romance que relata a épica jornada de um ano de duração de uma médica americana, Dra. Isabelle, inserida em um contexto hostil de guerra civil a serviço da Cruz Vermelha Internacional. O seu contato com os pigmeus africanos denominados twas nos apresenta este povo sofrido que, sem ao menos perceber as razões da matança generalizada, foi impiedosamente chacinado. Expulsos do Ruanda pelos hutus, os tutsis se organizam no exílio do Uganda e fundam a Frente Patriótica Ruandesa, grupo guerrilheiro armado que invade o país a partir do Norte, em busca da retomada do poder político central. Este esforço demanda intensas contendas e batalhas sangrentas, motivando a retaliação hutu por meio do genocídio ruandês, que visou o extermínio da etnia opositora.

Isabelle é uma mulher forte e corajosa, ela é uma médica competente e com muita atitude, seu professor a encaminha para a África com a finalidade de fazer a jovem doutora crescer como pessoa e abandonar a vida de menina rica que ela tinha.

Isabelle vai para a África e logo de cara doutor Mike a encoraja a voltar para os Estados Unidos, afirmando que o Ruanda não é um lugar seguro para a médica recém chegada. A princípio Isabelle considera a ideia e aceita a sugestão do médico. 

Logo Isabelle faz amizade com Rose, uma tutsi alta e bela que a incentiva a ficar no Ruanda, mas Mike pede que ela não insista neste assunto. Rose leva Isabelle para uma feira e logo as coisas começam a dar errado. Um twa é alvo de pancadas e Isabelle logo começa a defender seu ponto de vista, tentando salvar o twa chamado Mukono. A situação começou a ficar grave, Isabelle começou a tacar batatas nos agressores iniciando uma briga sem limites.

Os hutus a agrediam e ela retribuía os sopapos. Tharcisse Mugabe um twa que vende flores, tenta defende-la dos agressores e logo em seguida Doutor Mike chega para dar um basta na situação. O tenente Fred Kaka chegou e prendeu Mukono que havia roubado duas laranjas. Influenciado por Isabelle Mike pediu que Fred Kaka libertasse o pigmeu. E depois de uma conversa ele foi solto.

        A partir de então Doutora Isabelle acabou ficando no Ruanda por influência do pai (um político importante), e foi se aproximando de Mike e ganhando uma reputação não muito favorável.


------------------------------------------------------------------


Olá bibouss, o livro que resenho hoje é de um parceiro do blog Adelson Correa da Costa, por As flores do Ruanda. O livro se trata da viagem de Isabelle para o Ruanda, presenciando situações inéditas na vida da doutora. A África está em estado de guerra, há 3 etnias: os tutsis, hutus e twas. Os hutus e tutsis consideram os twas como animais sem valor e os matam e os estupram sem a menor culpa.
 
Há uma enorme valorização pelo poder, corrompendo a ordem e a paz do lugar. Poucos são os twas no Ruanda, as mulheres são constantemente estupradas e os homens são ignorantes e sem instrução, não sofrem punição pelo fato dos twas não serem protegidos pela lei. Vivem de crendices sem o menor sentido e por isso estupram as twas acreditando que serão curados de doenças.

Há vários habitantes com aids e doenças muito graves, poucos médicos permanecem no Ruanda devido a enorme risco que correm de serem mortos e não receberem a devida consideração.

Segredos são expostos, muitas perseguições e várias mortes fazem o Ruanda um lugar perigoso e o genocídio chega sem demora, quase todos os twas são mortos por Canisous Rubuga um homem muito perigoso que mata por prazer.

O livro é de leitura rebuscada, o autor foi muito claro em relação a índole dos personagens, uma característica deste livro são as lindas flores vendidas por Tharcisse Mugabe que me encantou com seu jeito de ser. 

O livro tem mais de 400 páginas e por ser sobre um assunto tão sério quis lê-lo com paciência para poder compreender todos os fatos e assim poder entender o que foi o genocídio no Ruanda. 

As folhas são brancas e a letra média, a capa demonstra com veracidade a situação em que o Ruanda ficou depois das mortes dos seus filhos e filhas. Um livro verdadeiro que relatou o que ocorreu em 1994 no Ruanda. Um livro que te faz refletir sobre a vida, sobre o preconceito enraizado na sociedade, me comoveu no sentido que nada pode ser feito para salvar a vida de pessoas ignorantes que foram esquecidas com o passar do tempo.

         Algumas cenas me chocaram e me emocionaram fiquei muito sensibilizada com o trágico futuro de um povo que não teve escolhas, só uma única opção: a morte.
Kissus

©
.
.
imagem-logo