17/05/2014

[PARCEIRO] #L. L. SANTOS

Hello bibouss, tudo okay? Mais um autor nacional entrando para as parcerias do blog, o escritor L. L. Santos por Bullying - Matando aula. Vamos conhecer o autor e sua obra \o/
Sobre o autor

Biografia: L. L. Santos, paranaense, nascido no coração do Sudoeste do Paraná. Desde a infância, teve contato direto com a leitura de quadrinhos. Desde a Turma da Mônica as aventuras da Disney. Ainda pequeno, já mostrava interesse em produzir estórias de ficção científica. E por isso, ficava horas rascunhando sem parar. Com o passar dos anos, o gosto literário floresceu, até que resolveu dar vida a seus personagens. Em 1989, fez suas primeiras estórias com personagens que usa até os dias de hoje. Em 1996, teve as primeiras experiências com fanzines e não parou mais. Porém, somente em 2003, começou de fato a dar forma ao universo que circundava sua mente, ao escrever milhares de páginas em manuscrito. Mais precisamente, em folhas de papel sulfite, em frente e verso, já que somente anos depois, teve contato com o primeiro processador de texto. Participou de alguns concursos literários. Recebeu menção honrosa e participação na publicação de livros contendo os melhores textos. Tem a mania de fazer desenhos dos personagens antes de escrever. Geralmente quando inicia um novo livro, já tem um final rascunhado (porém, estes finais nunca aparecem. E sempre, sempre mudam...) e o meio muito distante da realidade. É de sua autoria a série em quadrinhos, SAMURAI TCHÊ, um dos poucos trabalhos nacionais que valoriza a cultura do Brasil.
Também editava a revista infanto juvenil, NICK com C. L. Santos (que desenhava a série ST), profissional em História, cronista e filósofo.
Considera o Clube dos Autores, a mais inteligente proposta para os escritores independentes, e por este motivo, costuma dizer, que o Clube, agBook e Macaco Pensador são suas casas editoriais.
Sobre a obra
Ficha técnica
Editora: Clube de autores
Páginas: 330
Autor: L. L. Santos
Sinopse: Uma sala de aula de um colégio público tem a surpresa de conhecer a morte sem precedentes, quando um homem mascarado entra armado de um revólver e decide que este será o último dia de aula. Durante os momentos fatídicos, os estudantes mostram-se tão macabros quanto o estranho que os colocara na mais desesperada situação de suas existências. Ódio, medo, amor, preconceito, racismo. Imperam as diferenças sociais entre alunos que fariam de tudo para saírem ilesos. Inclusive matar seus colegas. Um retrato da sociedade educacional do Brasil. Um episódio que possui tentáculos em todas as direções que se pode imaginar. Chacina é a palavra-chave para por um fim a tudo! Porém, não é apenas a violência, mas a história de vários personagens que são retratos de um mundo real. E principalmente, com relação a quem tanto sofrera quando criança, nas mãos de outras crianças. Mostrando que uma tragédia que acontece "hoje" pode ter sido semeada a muitos anos atrás. E por este motivo, apenas ficou encubada... Algo que poderia ser evitado. Usando da educação familiar e também com ações de cidadania das instituições de ensino.
©
.
.
imagem-logo