26/09/2014

[RESENHA] #O RESGATE DO TIGRE


Hello bibouss, tudo okay? Vamos começar com uma resenha de uma saga: A maldição do Tigre (resenha). Dando continuidade a essa série vou resenhar O resgate do Tigre. Vamos começar?? \o/


Lido em: Setembro 2014
Título: O resgate do Tigre
Autor (a): Collen Houck
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção norte americana
Ano: 2012
Páginas: 430
Avaliação: ★★★


Sinopse: Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d'água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.

A aventura continua para o trio: Kelsey, Dhiren e Kishan. Depois de retornar da Índia para os Estados Unidos Kelsey descobre que ganhou por seus esforços um apartamento e um carro de luxo do senhor Kadam. A princípio Kelsey não queria tantos presentes, mas Sr. Kadam afirmou que era um pagamento merecido por seus esforços em salvar os irmãos príncipes.

Como se não fosse o bastante Sr. Kadam a matriculou em uma ótima universidade e pagou por seus materiais e etc. A garota relutou por um tempo, mas aceitou tudo afinal não tinha como rejeitar o pedido de seu amigo mais velho.

A princípio Kelsey estava muito infeliz por ter deixado Ren na Índia, mesmo ele tendo pedido que ela ficasse com ele. Mas ela achava que era pouco para ele (e realmente é), mas se mostrou corajosa e determinada então conquistou seu merecido lugar.


Existem muitos tipos de beijos. Há o beijo apaixonado de adeus como o que Rhett deu em Scarlett ao partir para a guerra. O beijo de “não posso ficar com você, mas quero ficar” como o de Super-Homem e Lois Lane. Tem o primeiro beijo delicado e hesitante, cálido e vulnerável. E tem também o beijo de posse que era como Ren me beijava naquele momento.

Tentando seguir com sua vida, Kelsey acabou dando chance a si mesma e alguns rapazes se mostraram interessados por ela. O primeiro é Artie, o segundo se chama Jason, e o terceiro se chama Li.

Todos os rapazes foram ao encontro, mas ficou claro que Artie era apaixonado por si próprio. Jason foi gentil mas não tinha nada em comum com Kelsey, ele não estava realmente apaixonado por Kelsey, apenas se interessou mas não levou a mau quando ela o dispensou. Quanto a Li foi um pouco diferente, ele estava interessado mesmo por ela, mas a mesma deixou claro que amava outro. Mesmo assim Li tentou conquistá-la.
“Parece que homens tipo Tarzan são o meu fraco”.

Depois de um tempo, na véspera de Natal Dhiren apareceu de surpresa deixando Kelsey chocada. Ele chegou de surpresa e entregou seu presente para ela. Kelsey ficou realmente deslumbrada com todos os presentes que recebeu. 


Dhiren chegou disposto a conquistá-la, e não mediu esforços para ganhar novamente seu coração. Kelsey explicou que estava tendo encontros e que já tinha dispensado dois. Ren surpreendentemente não ficou zangado, disse que queria ter encontros com ela, a fim de desbancar Li, mas com justiça.

Li e Dhiren ambos tentavam ganhar a briga por Kelsey, mas era óbvio que Ren tinha mais vantagem. Afinal Kelsey o amava com todas as suas forças. Depois de lutarem fisicamente em um dojo, Li admitiu que Ren a amava de verdade e que tinha a paciência que o amor exigia. Deixou Kelsey livre para ficar com seu amado.

Ren e Kelsey viveram felizes por algumas semanas, mas o que é bom dura pouco. Logo Kishan chegou e implicava constantemente com Ren, deixando-o com ciúme. Mas o pior estava por vir. Lokesh o culpado pela maldição dos irmãos sequestrou Dhiren. Agora Kelsey, Sr. Kadam e Kisham partiram em uma busca sem limites para reencontrar o príncipe de pelos brancos e olhos extremamente azuis.

 Não vou falar mais nada se não vou dar spoiler. Mas honestamente o livro me decepcionou. Eu esperava muito mais da estória, fiquei um pouco desapontada com o desenrolar de muitos fatos e esperava uma trama mais original.
“Se um rei tivesse um joia inestimável
Uma joia que amasse acima de tudo
Ele a guardaria num esconderijo
Tirando-a de vista
Temendo que outros a roubassem?
Ou a exibiria, orgulhoso
Engastada num anel ou numa coroa
De modo que o mundo lhe a admirasse a beleza
E visse a riqueza que ela a trazia a sua vida?
Você é minha pérola inestimável”.
                                                       Ren
Um ponto a favor foi o final eu realmente fiquei surpresa, pra dizer a verdade foi a melhor parte de todo o livro. Fiquei na expectativa de ler o próximo só pelo desfecho. Porque o resto do livro foi muito chato.

Encontrei erros de tradução umas seis vezes durante o livro, mas nada de gritante. A capa eu não posso falar nada, é linda, maravilhosa. Há um toque acetinado e ao passar o dedo sentimos um alto relevo.

Um homem que não corre atrás da garota que gosta e não luta por ela não a merece”. - Li
A diagramação é linda, a arqueiro caprichou neste quesito, as folhas são amarelas e o livro é muito belo.

Em fim é isso bibouss, um beijo vôLÁ o/
Kissus
©
.
.
imagem-logo