18/12/2014

[TEXTO] #VIVER O SONHO


   O dia se finda e não passa aos meus olhos, fico recordando o que um dia foi notório. As palavras aquecidas por suas cordas vocais que insistem em me assombrar. Anseio pelo momento de sua chegada, mais um alívio me toma quando chega o momento de sua partida. Será que é comum, se sentir assim? Não entendo o que penso e o que falo ninguém compreende. Como amar e não querer estar próximo?

   Como sonhar e não lembrar de sua face calma e ao mesmo tempo pensativa... Não sei lidar com suas piadas sem graça, não tenho vontade de te contar meus segredos, não quero presenciar suas risadas que me dão repulsa. A mais doentia repulsa que eu odeio sentir, mas que permanece dentro de mim sem fazer esforço para esvair.

   O finalizar dos dias denunciam minha pressa, quero deixar tudo pra trás e viver o sonho. Mas que sonho? Eu ainda não sei, quero sair e procurar, desejando explorar e conhecer. Chega de permanecer no seu mundinho cor-de-rosa. Que não se move, não tem formas, apenas uma utopia de que tudo é perfeito e que neste lugar perfeito eu me encontro. 

   Chega, eu quero errar, eu quero descobrir se eu sou mesmo assim. Vítima da minha própria raiva, sofrendo por não conseguir sentir as ondas elétricas percorrendo minhas veias, a emoção não caminha por meu corpo. Com o decorrer do tempo aprendeu a ficar morno diante das emoções da raiva, do ódio que sinto por perder tanto tempo com um alguém tão politicamente correto que não me faz sentir nada além da desprezo e ao mesmo tempo pena!
Kissus
©
.
.
imagem-logo