26/05/2015

[TEXTO] #MEMÓRIA INTOCADA

  Sinto uma fúria incontrolável desse ser que me tomou por coitada e insiste em explicar o que não desejo ouvir. Queria que fosse apenas um conhecido, não essa pessoa tão especial que faz parte do meu dia-a-dia. Que divide comigo o mesmo sorriso e as mesmas piadas sem graça, mas que eu genuinamente consigo rir. As palavras me magoam profundamente como se tudo que me disse fosse somente inúmeros sussurros para me acalmar. Nada do que disse era real, era unicamente uma forma simples de me calar.

  Na verdade me enganou quando disse que era verdadeiro o que sentiu por mim. Que raiva de acreditar que suas palavras soaram tão verdadeiras que me fizeram sonhar que eu seria feliz ao seu lado, que meu amor era o suficiente para sermos perfeitos juntos, mas me enganei.

  Sofro calada sem saber como reagir, minha única opção é me esconder dos seus olhos que me encaram com uma falsa sinceridade, as palavras permaneceram mudas e eu não consigo escutar seu ritmo, apenas fugir de seus incontáveis planos irreais. Gostaria de saber o que fazer com esse sentimento de confusão, agora estou comigo mesma. Prefiro estar só do que a mercê de uma piedade egoísta. Estou aqui parada, esperando sair desse estado de auto piedade. Eu vou conseguir e vou me reerguer, quando passar por você, será rebaixado a mais uma lembrança que ficou guardada como uma memória intocada e esquecida pelo passar do tempo.
Kissus
©
.
.
imagem-logo